escoladatopografia 400x100

A evolução dos Sistemas de Referência no Brasil

sistemas de referencia no brasil

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A evolução dos Sistemas de Referência no Brasil

A princípio já falamos aqui sobre o ProGrid, que é uma ferramenta para transformação de coordenadas entre os sistemas de referência anteriores, adotados oficialmente no Brasil, e o SIRGAS2000, sistema vigente e adotado desde 2005.

No Brasil, as autoridades oficiais adotaram historicamente quatro referenciais geodésicos.

Córrego Alegre

Na década de 50 a determinação foi adotar o Sistema Geodésico Córrego Alegre, o qual tinha como vértice o ponto Córrego Alegre e o elipsóide Internacional de Hayford de 1924 como superfície de referência, sendo seu posicionamento e orientação determinados astronomicamente.

Astro Datum Chuá

A partir de estudos gravimétricos na região do ponto Córrego Alegre, foi escolhido um novo ponto, no vértice de Chuá.

O IBGE estabelece esse sistema em caráter provisório, como um ensaio para a implantação do Datum SAD69.

SAD69

Em 1979 adotou-se o sistema geodésico SAD69.

A imagem geométrica da Terra tem sua definição pelo Elipsóide de Referência Internacional de 1967.  O referencial altimétrico coincide com a superfície equipotencial que contém o nível médio do mar.

SAD69 – Realização 1996

Em 1996 o IBGE concluiu o reajustamento da rede geodésica brasileira, utilizando-se das técnicas de posicionamento por satélites (GNSS). Esse ajustamento forneceu também o desvio padrão das coordenadas das estações.

WGS84

A quarta versão do sistema de referência geodésico global estabelecido pelo Departamento de Defesa Americano (DoD) com o objetivo de fornecer posicionamento e navegação em qualquer parte do mundo. WGS84 é o sistema de referência das efemérides operacionais do sistema GPS.

O IBGE apresentou oficialmente os parâmetros de conversão entre SAD69 e WGS84 no Brasil em 1989. Uma das principais características do WGS84 diante do SAD69 é este ser um sistema geocêntrico, ao contrário do sistema topocêntrico do SAD69.

SIRGAS

Por fim, foi em 1993 que o SIRGAS (Sistema de Referência Geocêntrico para a América do Sul) foi criado, contando com a participação dos países da América do Sul, tendo como principal objetivo estabelecer um sistema de referência geocêntrico para a América do Sul. O elipsóide utilizado é o GRS-80 (Geodetic Reference System 1980), sendo considerado idêntico ao WGS84 em questões de ordem prática, como é o caso do mapeamento. 

 No Brasil, fazem parte das estações SIRGAS, algumas das estações da RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo).

O sistema foi oficialmente adotado como Referencial Geodésico Brasileiro em 2005, através da Resolução do Presidente do IBGE N°1/2005, e passou por um período de transição de 10 anos (até 2015), e atualmente é o referencial que deve ser utilizado em todos os trabalhos realizados.

MÉTODOS DE TRANSFORMAÇÃO ENTRE SISTEMAS

A Resolução do IBGE N°22, de 21/07/83, estabeleceu para o Sistema Geodésico Brasileiro (SGB), as fórmulas oficiais de transformação entre os Sistemas Geodésicos usados no Brasil e os respectivos parâmetros de transformação entre alguns dos sistemas de referência. E estes são os parâmetros utilizados pelo ProGrid, que está disponível atualmente de forma gratuita e online pelo IBGE, para a transformação de coordenadas.

No Curso de GNSS RTK, você terá contato com toda teoria que envolve este método de levantamento de dados, bem como os erros que podem acontecer durante seu trabalho e como evitá-los.

Além disso terá aulas passo a passo de como instalar e configurar seu equipamento para iniciar seu trabalho de forma correta e segura. Após isso vamos te ensinar a tratar os dados obtidos no pós-processamento.

Garantindo assim um trabalho com mais confiança no campo e no escritório, tanto no Pós-Processado, quanto RTK além de todo embasamento da técnica NTRIP.

>> Saiba mais em: Curso Avançado GNSS

escoladatopografia

2020 Escola da Topografia | Todos os direitos reservados.

×

 

Olá!

Aperte No Botão Abaixo Para Tirar Sua Dúvida!

× Como Posso Te Ajudar?