escoladatopografia 400x100

Erros na propagação do sinal GNSS

Erros na propagação do sinal GNSS

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Erros na propagação do sinal GNSS

Existem diversos tipos de erros que afetam as observáveis GNSS. A maioria deles pode ser eliminada, minimizada ou até mesmo evitada.

O tratamento adequado destes é de extrema importância na obtenção de resultados de alta precisão.

  • Erros sistemáticos : possuem causa conhecida, e podem ser tratados no processamento de dados ou na própria realização do rastreio GNSS, por meio de técnicas adequadas.
  • Erros grosseiros: falhas instrumentais e/ou humanas , não possíveis de serem corrigidas, devendo então ser evitados.
  • Erros aleatórios: inevitáveis, em função da precisão da medição, condições de observação, acuidade do profissional e limitações das técnicas e equipamentos utilizados.

Além destes três tipos ainda variam conforme sua fonte, e podem ocorrer:

Neste post vamos tratar dos Principais erros na propagação do sinal, que são:

Erro devido à ionosfera

Depende do conteúdo total de elétrons livres (TEC) da ionosfera, e também da frequência da onda eletromagnética que a atravessa. Aqui quanto maior a frequência, menor é o erro.

O TEC varia com o passar do tempo e com a localização geográfica. Sendo influenciado por diversos fatores, como por exemplo: ciclo solar, época do ano, hora do dia, latitude geográfica, dentre outros.

Você pode eliminar o erro de primeira ordem com um receptor GNSS multi-frequência, por meio da observável denominada ion-free (L0 ou L3).

Erro devido à troposfera

O efeito da troposfera nas distâncias satélite – receptor , também é conhecido como refração ou atraso troposférico. Resulta em um erro positivo no valor da distância. Este depende da densidade da atmosfera e do ângulo de elevação do satélite no horizonte. Pois quanto mais próximo do horizonte, maior é o percurso do sinal percorrido na troposfera.

Como evitar ou reduzir

  • Utilizar a máscara de elevação, usualmente recomendada pela literatura entre 10º e 15º.
  • A máscara de elevação também reduz o efeito da ionosfera.

Perdas de Ciclo

Em geral são causadas pelo bloqueio do sinal GNSS por obstruções como edificações, morros, árvores, pontes, túneis, etc. Ou ainda por outros fatores, como variações abruptas na ionosfera, aceleração do receptor, e/ou interferências de outras fontes de rádio.

Faz-se necessária a detecção e correção de perdas de ciclos, quando possível, na observável de fase para a realização do posicionamento GPS de alta acurácia.

Erro do multicaminho ou Multicaminhamento

O multicaminho ocorre quando o receptor recebe sinais refletidos por superfícies e objetos próximos a ele. Essas superfícies podem ser: construções, árvores, muros, automóveis, postes, taludes, corpos d’água, dentre outros.

Resultando em um aumento no valor da distância satélite – receptor, devido ao maior percurso percorrido pelos sinais refletidos

Como evitar ou reduzir

  • Evite a presença de superfícies refletoras nas proximidades do receptor GNSS.
  • E utilize valores mais altos para a máscara de elevação.
  • Outra forma é definir uma máscara para a razão sinal-ruído (SNR).

No Curso de GNSS RTK, você terá contato com toda teoria que envolve este método de levantamento de dados, bem como os erros que podem acontecer durante seu trabalho e como evitá-los.

Além disso terá aulas passo a passo de como instalar e configurar seu equipamento para iniciar seu trabalho de forma correta e segura. Após isso vamos te ensinar a tratar os dados obtidos no pós-processamento.

Garantindo assim um trabalho com mais confiança no campo e no escritório, tanto no Pós-Processado, quanto RTK além de todo embasamento da técnica NTRIP.

>> Saiba mais em: Curso Avançado GNSS

escoladatopografia

2020 Escola da Topografia | Todos os direitos reservados.

×

 

Olá!

Aperte No Botão Abaixo Para Tirar Sua Dúvida!

× Como Posso Te Ajudar?